Boa noite!

Bem, não sei bem por onde começar... A minha vida é uma confusão, nem eu própria a consigo entender!

Pois bem... hoje cheguei a casa após um dia de trabalho, sozinha, na deprimência, sentada no meu sofá comecei a pensar na vida, neste caso a pensar em algo que me atormenta... Aos 15 anos fui mãe de uma linda menina, perfeita, cheia de saúde, infelizmente eu não tinha possibilidades para a manter, os meus pais também não me ajudaram, alias, a minha família não me ajudou! Tive duas opções de escolha, adoção ou instituição.

E infelizmente tive que ir para uma instituição com a minha filha, jamais imaginaria perder a minha bebé.

O que acontece é que estar numa instituição não é fácil, perdemos a nossa liberdade, perdemos a nossa autonomia, perdemos tudo... Mas pelo "nosso" filho, somos capazes de tudo! 

Aguentei ate aos meus 18 anos aquela prisão, mas antes, tentei fugir com a minha filha uma vez, não resultou, tive que voltar !

Mas aos 18 anos já podia decidir, já podia sair... Foi então que por escrito pedi a minha saída e a da minha filha, "elas" (direção da instituição) não o permitiram, aproveitando então a situação decidiram me expulsar mas sem a companhia da minha filha... A minha filha era ainda uma menor, para tal a Cpcj tinha que autorizar a sua saída comigo, a instituição mandou-me embora dizendo que depois me dariam noticias da situação, se a minha filha poderia vir comigo ou não.

A verdade é que eu sai e ela ficou e a partir do momento que sai da porta nunca mais a pode ver... Proibiram me de ver a MINHA FILHA. 

Eu ligava para saber como ela estava e não me davam quaisquer informação, fui ate ao infantário dela, mas ate la me proibiram as visitas!

Quando a Cpcj me contactou perguntou o que de facto eu queria para a nossa vida, o que eu queria era só a liberdade de poder eu própria dar uma vida razoável a minha filha! Mas mais uma vez acharam que não tinha capacidade para tal.

Nunca me deram oportunidades! 

Então a minha filha ficou numa instituição ao qual eu a podia ver 2h, três vezes por semana...

 Assim foi, ate ao ultimo julgamento, julgamento em que toda a gente me julgou... Todos me julgaram, mas ninguém me deu a oportunidade de mostrar que eu sei ser mãe ! So souberam olhar para o lado escuro da minha vida, todos nos passamos por coisas boas e menos boas, a vida ensina-nos com os erros, toda a gente erra para aprender, ninguém tem uma família perfeita, alias , ninguém é perfeito! 

Porque não me deram a oportunidade de eu poder dar a minha filha o que eu não tive???

Eu não dava maus tratos, eu não violava, eu não matava, porque??? 

Se soubessem o peso que carrego no peito, se soubessem a dor que tenho, se soubessem o valor de perder um filho sem motivo...

Farto me de chorar a tentar arranjar uma resposta, mas nao consigo. Eu tinha tudo para ser uma boa mãe ! 

Porque Me fizeram isto?? :'(